1 2 3 4
.

Loiro dos sonhos!




Antes de mais nada eu quero dizer que: 1. eu sei exatamente o que você está pensando ao ler o título desse post; 2. não, esse não vai ser um post ajudando você a encontrar o Thomas Müller alemão dos seus sonhos; o que nos leva ao 3. eu juro que mesmo não podendo, infelizmente, te ajudar a encontrar o caucasiano da sua vida, posso te dar algumas dicas legais para acertar no tom do seu hair. Vamos descolorir descobrir? 

1. Tonalidade natural x descoloração 
 Regra número 1 de quem quer ficar loira: respeite a coloração/pigmentação/melanina do seu cabelo. Eis aqui a pessoa que pode lhes falar com conhecimento de causa! Meu cabelo é castanho escuro, pesado, volumoso (muito³ cabelo), fio grosso tipo oriental e um belo dia eu decidi ter o cabelo da Dani Bolina. E como não foi a toa que eu nasci prematura, quis fazer o cabelo assim "pra ontem". Não deu muito certo. A dica aqui é: respeite os seus limites e tenha paciência; aos poucos dá sim para conseguir o loiro que você busca, mas não espere tudo em uma única descoloração. Pode danificar (e muito!) seus fios e pontas. Veja abaixo o que aconteceu com as minhas depois de muita teimosia! (Não tenho muitas fotos dessa época triste (por que será?), gente!)



2. Cor de pele 
Primeira coisa que você precisa saber ao escolher a tonalidade do loiro que vai se jogar: loiro clareia o tom da pele; ou seja, se você possui um bronzeado palmito igual ao da blogueira que vos fala, talvez um platinado não seja exatamente a escolha mais bonita. E aqui vem o erro mais comum: você achar que quanto mais branca a pele, melhor combinará o loiro - eu arrisco dizer que é justamente ao contrário: uma pele mais bronzeada/morena pode aderir muito bem a vários tons de loiro, enquanto as mais branquinhas precisam ter cuidado para não ficar com um look gasparzinho. Pegue o exemplo da Isabelle Drummond: ao mudar radicalmente o cabelo para o loiro, o tom da pele dela deu uma ligeira "apagada", e isso porque a moça ainda não é das mais branquelas! 



3. Técnica 
Já escolheu ser a nova loira do tchan? Existe mais uma coisinha a se pensar: na técnica. As mais comuns, e eu tenho certeza que vocês já conhecem, são as luzes e as californianas/ombré hair. As luzes vão melhor em quem quer ser loira logo de uma vez, enquanto que californianas/ombré hair ficam para as indecisas - a.k.a. Mayara. Um truque para quem tem a pele mais clara ou que acha que determinado tom de loiro não ficará bom é usar-se das californianas ou ombré hair. A sua raiz ficando natural deixa todo o trabalho também mais natural, dando leveza e combinando com seu biotipo. 





4. (E último!) Químicas x Luzes 
Eis aqui algo que seu cabeleireiro não irá lhe dizer, salvo raras exceções: misturar químicas diferentes pode deixar seu cabelo elástico; e ao contrário do que dizem, em alguns casos não há hidratação, cuidado ou oração que possa salvar seu cabelo e você pode acabar se vendo obrigada a dar uma dose de vitamina T (a.k.a. tesoura) aos seus fios. Foi basicamente o que aconteceu comigo: fiz progressiva e luzes, não gostei das luzes, fiz de novo, não gostei de novo e fiz de novo. Conto mais detalhes da minha loucura no vídeo "De morena a loira", ok? (risos) 


E aí? Quem está disposta a dançar "luz na passarela, que lá vem ela..."? 

Um comentário :